Antônio de Souza Filho
Meus Escritos
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
ContatoContato
Textos


Sonho triste

A noite chegou ligeira em vão
Senti a solidão de uma caverna fria,
Vi a minha própria escuridão,
Mas à tarde já prometia fora sombria

Ontem à noite tive medo
Me vi desolado
Sonhei um conto perdido
Perdi o sonho encantado

Estranha noite sonhada
Sozinho perdido numa estrada
Tão triste tão insônia
Com enorme pavor da madrugada

Também ontem morri mais cedo
Vi o desencanto do bêbado
Desfiz promessas de vida
Perdi tudo por medo

Ontem à noite eu dormi
Mas não acordei
Apenas vivi a dor dos esquecidos
Fui destruído por tudo que mais amei.

-----------------
Antônio Souza


 
******************

Registrando com grande satisfação a interação do nobre poeta:

176200-mini.jpg?v=1456593281
01/06/2019 19:01 - 
POETA OLAVO

Só percebi que era um sonho
Quando acordei e não a vi
Tudo ficou muito tristonho
Com a realidade que antevi

******************
António Souza
Enviado por António Souza em 30/04/2018
Alterado em 29/07/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Antônio Souza - szafilhoadv@gmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

O Enigma de Esmeralda R$29,90
Site do Escritor criado por Recanto das Letras