Antônio de Souza Filho
Meus Escritos
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
ContatoContato
Textos


Recado da Saudade

Ah! Saudade atroz
Que consome e amofina
Que faz desejar a tua volta
Balelando um sofrer uma revolta

Fico murcho e triste
Somente tua alegria me faz ri
Me escondo do mundo
Quando estou sem ti

Meu andar é um tropeço
Se por perto não estás
Fico louco enciumado
Por que sei sou teu amado

Há tempos nada sai de mim
Senão um canto oculto e triste
Uma letra sem rima e sem graça
Um poema sem fim

Nos cantos sombrios em que choro
Não é reconhecido o meu lamento
Duvidam que acabou aquele amor
Que jurava ser superior ao tempo

Não se demore vamos nos ver
Vamos viver nosso romance
Bate à porta que ela se abre
Continuo aqui a te querer.

_____________
Antônio Souza



 
*******


176200-mini.jpg?v=1456593281
01/06/2019 01:24 - 
POETA OLAVO

"Saudades... quem não as tem?
 Saudades... de onde vens?
 Se até da própria saudade...
 Eu sinto saudades também..." 

******
Antônio Souza
Enviado por Antônio Souza em 01/05/2018
Alterado em 29/07/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Antônio Souza - szafilhoadv@gmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

O Enigma de Esmeralda R$29,90
Site do Escritor criado por Recanto das Letras