Antônio de Souza Filho
Meus Escritos
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
ContatoContato
Textos


Poema da Saudade

Tudo o que eu queria agora era estar com os meus dedos entre os seus cabelos; era estar com as minhas mãos deslizando em seus quadris.

Tudo o que eu queria agora era beijar o seu rosto com carinho, era rir do seu riso. Sabe aquela carinha que você faz que eu adoro?! Pois é, eu estou com ela aqui na minha mente, vê-la, era tudo o que eu queria agora.

Também, tudo o que eu queria agora, era vê-la saindo do chuveiro e se encolhendo de frio como você sempre fazia, então eu iria segurar a toalha e escondê-la atrás de mim, somente para poder lhe abraçar e aquecê-la com meu corpo.

Tudo o que eu queria agora era vê-la dormindo ao meu lado, quietinha como você dorme; então eu iria acordá-la beijando-a suavemente e vê-la acordar preguiçosamente.

Ah! Como eu queria agora vê-la andar pela casa, preparando um café, como eu queria agora vê-la cuidando das plantas, disputando com elas a sua mansidão; então eu iria lhe chamar, rapidinho, só para lhe roubar um beijo e dizer bem baixinho em seu ouvido “eu te amo, sabia?!”.

Como eu queria agora qualquer uma dessas coisas, mas tudo mesmo o que eu queria agora era lhe ver e matar essa saudade que eu estou sentindo de você.
António Souza
Enviado por António Souza em 03/10/2018

Música: Silencio - Roberto Carlos

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Antônio Souza - www.antoniosouzaescritor.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

O Enigma de Esmeralda R$29,90
Site do Escritor criado por Recanto das Letras