Antônio de Souza Filho
Meus Escritos
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
ContatoContato
Textos


Adeus querida

Que bom que tudo acabou
Já não me suportava mais
Ver-te comigo e sempre sozinho
Aos poucos estava morrendo

Saístes de mim da minha vida
Não penso mais em ti
Achei que nunca seria assim
Que bom eu aprendi

Ficar sem ti era um tormento
Estar contigo falsa alegria
Era sempre e tudo você
Eu nunca existia

Que bom cansastes de mim
Eu nunca reclamava
Só queria de ter
O pior nunca imaginava

Teus fracos carinhos
Não era a mim que querias
Somente agora me dou conta
Usavas-me e eu não via

Agora acordei estou vivo
Posso te ver e não te querer
Nem ciúmes sentir
Que bom não morri

Não penso em ninguém
Mas sei breve virá
Será diferente de ti
Ai sim de verdade vou amar

Te desejo o bem
Como sempre quis
Ver-te alegre e sorrindo
Mas longe de mim, seja feliz

Adeus querida

______________
António Souza
Enviado por António Souza em 17/10/2018

Música: THE END - Earl Grant

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Antônio Souza - www.antoniosouzaescritor.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

O Enigma de Esmeralda R$29,90
Site do Escritor criado por Recanto das Letras