Antônio de Souza Filho
Meus Escritos
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
ContatoContato
Textos


Um porre glorioso
 
Quem quiser contestar que fique a vontade, mas é inenarrável o prazer que se tem de ouvir uma música linda no seu cantinho preferido com um bom vinho e uma isca bem gostosa...

Todo romantismo do mundo vem pra perto; à beira da piscina, num banquinho de bar, na frente d'uma lareira, no convés do navio ou mesmo na praia à noite pertinho da fogueira olhando pro mar.

Da pra imaginar a situação o momento, mas jamais dará pra dizer como é o sentir daquele instante, somente uma palavra expressa tudo isso, é maravilhoso...

Faça isso, quer uma sugestão?! Ouça uma canção beba um vinho e pense, pense, pense no que quiser, mas somente chegarás a um lugar, o escondido do teu coração.

 
(...)

Ah, se eu te pudesse fazer entender
Sem teu amor eu não posso viver
E sem nós dois o que resta sou eu
Eu assim tão só

E eu preciso aprender a ser só
Poder dormir sem sentir teu calor
A ver que foi só um sonho e passou

Ah, o amor
Quando é demais ao findar leva a paz
Me entreguei sem pensar
Que a saudade existe e se vem
É tão triste, vê

Meus olhos choram a falta dos teus
Esses teus olhos que foram tão meus
Por Deus entenda que assim eu não vivo
Eu morro pensando no nosso amor.

(...)

 
Quando você menos esperar estará bêbado num porre glorioso, ainda que esteja sozinho, depois vá dormir, ...vá dormir... amanhã vai ser outro dia .. amanhã vai ser outro dia....

-----------------------------
António Souza
Enviado por António Souza em 10/11/2018
Alterado em 10/11/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Antônio Souza - www.antoniosouzaescritor.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

O Enigma de Esmeralda R$29,90
Site do Escritor criado por Recanto das Letras