Antônio de Souza Filho
Meus Escritos
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
ContatoContato
Textos


Na esquina da estrela mais brilhante
 
Antônio Souza
 
Algumas brincadeiras terminam em casos sérios, os cachorros que o digam... né assim aquela máxima, ... - brincando, brincando,. Pois é, a historinha a seguir tem um pouco disso, mas nada de cachorros, coisas da vida entre homens e mulheres.
 
John era um sonhador, bastava fechar os olhos e via a garota de sempre, quem o visse dormindo podia atestar isso, seu semblante era de alegria e às vezes falava, mesmo dormindo.
 
A noite do dia 11 de agosto.
 
Oi, pensou que eu não vinha né?! – Oi, que legal você por aqui?! Sim achei isso mesmo e estou muito surpresa... – Só surpresa?! Achei que ia dizer que estavas feliz por me ver... rsrsr..., se você soubesse como foi difícil chegar aqui, perguntei de tanta gente, a última foi a Lua, disse-me que você tinha passado há bem pouco e estavas linda vestida de azul turquesa e eu quase voltei pra Terra... – Claro que eu estou feliz... sério mesmo?!, Ela falou isso, e por que você quase volta pra Terra, ficou com medo de mim?! rsrsr... – Mais ou menos isso, medo, medo, não..., mas um frio na barriga danado sim... rsrsr – Não sei porque, eu não mordo ninguém... rsrsr..., por enquanto... rsrsr... vem vamos por ali, quero te mostrar um coisa, não tenha medo... – ok, com você eu não tenho medo de nada, mas você conhece bem tudo por aqui?! ... – Sim... faz tempo isso... você vai entender... – Humm tô sentindo gosto de mistério... acho isso legal... a noite tá tão linda e você tá radiante... ainda não estou acreditando que estou aqui com você... - tá, cheiroso... quer me conquistar com esses galanteios todos né... tô de olhos abertos pra ti... – poxa eu tô sendo sincero... – Que bom, eu sei que sim estava só brincando... tá vendo aquela ponte ali?! – Sim é linda, como você descobriu ela ali?! – tu parece criança faz tanta pergunta?! Sei lá, não me lembro, só sei que ela está ali e é pra lá que nós vamos... me dá tua mão... cuidado é meio escorregadio, se tu cair vai parar lá na Terra de volta ... rsrsr.. – Tá bom... aperta minha mão... pô como é macia a sua mão... dá pra ficar só um pouquinho assim... – Para com isso bobo... vamos já chegar... – uau! Que maravilha que lindo e que rio bonito... – isso não é um Rio é um igarapé, lá pra onde tu mora tem um monte... – Sim, verdade... puxa tô encantado, você que colocou aqueles lustres ali?! – Sim, eu os trouxe da última vez que vim aqui, ficou legal não foi?! ... Sim, tá lindo... – Vem senta aqui na escadinha, vamos conversar... – Conversar, será que eu consigo com você assim tão linda e nesse lugar! - ... Hei... onde você vai?! Volte!... não me deixe aqui sozinho, volte!... – Amanhã eu volto, tenho que ir agora, prometo que volto... me espere se chegar antes de mim... Beijos nos olhos...
 
John acordou... passou a mão nos olhos... começou a chorar.
 
Na tarde passada a garota brincando disse que o encontraria na esquina da Estrela mais brilhante...
 
 
-------------------
Antônio Souza
(Contos/Romance)
 
Música:
https://youtu.be/q5hAf8B8xCI
Linda – Roupa Nova
              https://youtu.be/mRyP84bnTDE
Estrelas - Oswaldo Montenegro


www.antoniosouzaescritor.com
António Souza
Enviado por António Souza em 12/08/2019
Alterado em 13/08/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Antônio Souza - www.antoniosouzaescritor.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

O Enigma de Esmeralda R$29,90
Site do Escritor criado por Recanto das Letras