Antônio de Souza Filho
Meus Escritos
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
ContatoContato
Textos


Delírio
 
Delírio é sentir teu doce perfume
É ouvir o sussurro dos teus ais
É agarrar-se no teu corpo imune
Desejando-te cada vez mais


É sair das clausuras noturnas
É saltar penhascos com emoção
Fugindo das mazelas diurnas
E chegar nos limites do coração

E sem medo do adeus
Afogar-se nos beijos teus
Isso são os delírios meus

Delírio é o que vivemos
Quando juntos estamos
E ao redor nada enxergamos


--------------------------
Antônio Souza
(Sonetos)

Musica: https://youtu.be/2uaIZK0k7eg
Desejos & Delírios - Fábio Jr

www.antoniosouzaescritor.com


 
*****
Interação majestosa do Mago das Letras ao qual rendo reverências.

29785-mini.jpg?v=1389972439
        22/09/2019 10:11 - Jacó Filho
 
"DELÍRIO"
 
Fazer algo assim, vendo-me tentado,
    E de mil loucuras revoando a mente,
       Aquelas sem sentido porei na frente,
               Desde que a beleza seja um reinado...
 
Amores e brigas fomentam tormentos
        Enquanto a matriz, celebrando a paz,
             Entoando ladainha, que fere satanás,
                       Enfatizam bispos, que Deus tá vendo...
 
Seminuas nas ruas, elas se oferecem,
       Como se a missa tais erros redimisse,
                   E por conta da reza Deus nunca visse...
 
Recomenda o frei, que se confessem,
           Pra que o pecado, não as perseguisse...
                  Quem sabe no céu, a porta se abrisse...
 

*****

Ao nobre e excepcional Poeta e grande amigo mineiro

102203-mini.jpg?v=1535141820

22/09/2019 05:13 - marciusantos

Leves versos oníricos
      De um poeta delirante
          E que são bem típicos
                     Do apaixonado amante


*****


176200-mini.jpg?v=1456593281
24/09/2019 01:03 - POETA OLAVO

"Delírio é conquistar a mulher
Com suas prosas e poesias
            É abraçar tudo que dela vier
                         Para ganhar sua companhia." 

*****


102403-mini.jpg?v=1323146501
24/09/2019 22:37 - 
Cleir

Delírio

É entregar-me a ti nessa relva
Teu corpo a cobrir-me nua
Desejos animais da selva
Loucuras minhas e tuas

Embebedar-me de seu perfume
Mente enlevada à loucura
Nesse amor além do cume
 Onde beijos ainda são ternura

Delírio são nossos corpos na grama
Fazendo amor com toda gana
Com todo furor sem nenhum pudor

Só querendo a felicidade
De um um amor encandescente
Com nossas carícias indecentes


*****

196048-mini.jpg?v=1565648647
24/09/2019 13:28 - 
Melena

Nos delírios da paixão
Te entreguei meu coração
sem você fico mais não
por ti minha rendição

*****

2184-mini.jpg?v=1569353377
24/09/2019 21:10 - 
Uma Mulher Um Poema

Fecho os olhos
E te sinto chegar devagarinho,
Com um doce beijo apaixonado,
Logo me perco em teu delírio.

Olhar terno e sedutor,
Cheiro marcante de prazer,
Boca sedenta de amor,
Quanta vontade de te ter!

Vou me aquecendo nos teus beijos,
Me entregando às fantasias,
Me extasiando com teus desejos.

Tuas mãos quentes deslizam em mim,
Amor selvagem e irresistível,
No toque dos nossos corpos assim.

*****
Antônio Souza
Enviado por Antônio Souza em 21/09/2019
Alterado em 25/09/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Antônio Souza - www.antoniosouzaescritor.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

O Enigma de Esmeralda R$29,90
Site do Escritor criado por Recanto das Letras