Antônio de Souza Filho
Meus Escritos
Textos
Pranto

O pranto que rola minha face
Já não mais me incomoda
Acostumei-me com ele

Perdi as esperanças
Que tais lagrimas
Te fizessem lembrar de mim

Triste ilusão, o coração ressente
Por estares tão longe
Sempre assim... ausente

Meus dias se perderam
Já não os conto mais
Manhã ou tarde tanto faz

A noite me embriaga
Nos anseios de sonhar
Finjo dormir pra te encontrar

Esqueceste-me de fato
E esse pranto insistente
Precisa parar...

.........................
Antônio Souza
(Poesias)

Música: https://youtu.be/f0Dcxfbtpm8
Não dida nada - Gilliard


www.antoniosouzaescritor.com
 
 
*****
 
Interações...

Deixa que eu te fale com ternura
   O que eu quiser falar
       Deixa que eu te abrace com loucura
            Até te sufocar
 
(Gilliard)


*****
Sempre grato ao Mágico Poeta Olavo Nascimento...

 
176200-mini.jpg?v=1456593281
21/02/2020 01:14 - POETA OLAVO

"Quem chora seus males espanta
    Já diz o velho ditado
        Quando o amor encanta
             Sua perda é um mau-olhado."

****
Minha gratidão ao nobre e excepcional Poeta...

201724-mini.jpg?v=1568370620
29/02/2020 11:38 - Francisco de Assis Góis

Esquecestes, é verdade,
   Do nosso amor colorido,
      Trocastes felicidade,
          Por algo tão dolorido!

*****
Meu carinho e gratidão a festejada Poetisa...

83659-mini.jpg?v=1580931864
28/02/2020 23:24 - Raquel Ordones

E esse pranto faz parte.
  É sinal de sentimento.
    No dentro é esse vento.
      Porque o amor é arte.
        Com ele há um encarte.

É prá sempre e eterno.
  Com ele não tem inverno.
     É um sentimento mor.
        Ninguém o sabe de cor.
           Desenho no meu caderno...

*****
Antônio Souza
Enviado por Antônio Souza em 18/02/2020
Alterado em 01/03/2020
Comentários
O Enigma de Esmeralda R$29,90
Site do Escritor criado por Recanto das Letras